segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

FIM DE ANO - 30, 31 e 1º de janeiro de 2014








EM OEISIS INTERNATIONAL,
QUANDO O SOL SE CANSA,
ELE SAI DE CENA ASSIM!!



Quase sempre é assim.
Para não esquecê-lo.
E ele pode estar mandando um recado:
- Aproveita e dá uma pensada na tua vida!
Não é?
--
Vamos torcer para que nestes últimos dias do ano ele nos brinde com mais um espetáculo semelhante. Eu, pelo menos, não me canso de apreciá-lo.
Sempre que posso, quando se despede do dia, penso em algo que me diga respeito. Diretamente, é claro.
--
Agora, nestes dias, é legal ficar olhando e matutando.
Sobre o que aconteceu no ano e o que pode acontecer em 2014. Nada de grandes planejamentos, porque isso não funciona. Jamais.
Duas ou três coisinhas que queira fazer. Uma, quem sabe.
Se teve erros em 2013 é bom assinalar para não repeti-los.
Simples.
--
2014 de cinema.
Abraços e beijos.


terça-feira, 24 de dezembro de 2013

NATAL - 24/25 de dezembro de 2013





OLHE PARA O CÉU




Mesmo que não seja um céu tão bonito
quanto o de Oeisis International


Tenta, ao menos.
De preferência sozinho.
Dá uma olhada.
E procura alguma coisa.
Uma estrela bonita. A lua, quem sabe?
Pode tentar também as Três Marias, aquelas estrelas enfileiras.
Vai!
Mesmo que não acredite na mística do Natal, tenta.
Se acredita em algo divino, te dedica alguns segundos. Não vai fazer mal.
Uma oração - aquela que aprendeu na infância ainda está valendo. Uma música daquelas do colégio.
Alguém que seja muito especial.
Uma pessoa querida que já esteja no espaço.
Vai! Alguns minutinhos!
Pronto, está comemorado o Natal!
Não doeu, né?
--
Natal é isso, nada mais do que isso.
Papai do Céu vai ficar satisfeito contigo.
E nem vai ver os excessos de comida e bebida cometidos em seu nome!!
--
Eu, por exemplo, faço esse pequeno exercício sempre que estou em Oeisis - em Porto Alegre praticamente não enxergo o céu.
Dou uma sorte danada e sempre encontro as Três Marias:




E, às vezes, olho até de luneta.
O que vejo?



Ele mesmo, Pedro, o meu neto.
E faço uma oração das minhas para ele ter cada vez mais saúde, e para todos os meus.
--
Um Natal legal.
Abraços e beijos.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

SEGUNDA, 23 DE DEZEMBRO DE 2013







IMBÉ PREPARADA

O jornalista Clovis Heberle está de volta ao Imbé - e nós voltamos a ser informados sobre tudo na bela praia.
"Ter mandei pequenos textos e fotos sobre a recuperação da beira-mar que a prefeitura começou.
Muito bom para o astral da cidade, que desde os tempos do João Carlos Wender, o primeiro prefeito, não recebia atenção alguma.
O contraponto: o Imbé não tem decoração natalina. O prefeito alegou falta de grana, mas acho que faltou vontade mesmo, porque os moradores poderiam comprar o material caso fossem convocados.
Em Torres a decoração é toda feita de garrafas  de refri. Custo baixíssimo, e ficou muito bonito".
--
O primeiro e-mail:
Imbé foi planejada para ser uma cidade-jardim. Concebida pelo engenheiro Ubatuba de Farias, aluno do Instituto de Urbanismo de Mondevidéu antes de se tornar professor da Faculdade de Arquitetura da Ufrgs, o balneário leva em consideração a aeração e a insolação. Nada de espigões. Até 1988, era uma praia charmosa do município de Tramandaí, com seus chalés de madeira em ruas curvilíneas.
Depois da emancipação, em 1988, Imbé virou a praia da moda. Mas depois, uma sequência de prefeitos incompetentes e corruptos - alguns deles foram presos - o balneário deixou de ser charmoso. Veranistas e moradores já se perguntavam se não teria sido melhor continuar sendo distrito de Tramandaí ou de Osório.
Em 2013, o Imbé retomou a sua vocação: recém eleito, o prefeito declarou que sua primeira missão seria fazer uma faxina na cidade. Capinar as ruas, tirar o lixo. No final deste ano, avenidas estão sendo reasfaltadas, e a beira-mar está ganhando uma nova cara. Imbé volta a ser a cidade-jardim.


--
O outro:
As obras de recuperação da beira-mar foram interrompidas para não atrapalhar os veranistas, e serão retomadas em março. A última etapa do cronograma prevê a revitalização da beira do rio/canal Tramandaí, conhecida como Guia Corrente. Mas uma pintura nos bancos e lixeiras já deu um ar de capricho ao local. 



sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

SEXTA, 20 DE DEZEMBRO DE 2013






VERÃO NUMA BOA

A terceira edição do programa Verão numa Boa inicia oficialmente suas atividades no sábado, dia 21, às 10h30min, quando o governador Tarso Fernando estará em Imbé, Litoral Norte do Estado, realizando a abertura da temporada 2013/14. As atividades do programa devem acontecer até o dia 9 de março, quando as Casas de Governo de Capão da Canoa, Praia do Cassino - Litoral Sul, e da Free Way encerram suas atividades.
"Através do programa Verão Numa Boa, o Governo do Estado entregará um portfólio de serviços e atrações que farão a diferença no veraneio dos gaúchos e gaúchas, e dos turistas que para cá afluem. A cada ano temos tido o sucesso em ampliar ações marcantes em inclusão, lazer, segurança, saúde e cultura, além da promoção de nossas belezas. Certamente teremos uma temporada inesquecível", diz o coordenador do programa, Rodrigo Oliveira.
--
As Casas de Governo além dos serviços do Tudo Fácil e Instituto Geral de Perícias (IGP) contarão com feiras de artesanato, Sine Móvel e a confecção de carteiras de trabalho. A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e as secretarias de Estado das Mulheres, Meio Ambiente, Fazenda, Justiça e Direitos Humanos, Desenvolvimento Rural, Agricultura e Pesca, Infraestrutura e Trabalho, também realizarão trabalhos transversais junto a Secretaria de Turismo para divulgação de roteiros, programas e ações intensivas do Governo durante o período de verão.
--
A Defesa Civil dobrou o número de praias. Ao todo 16 irão receber o projeto Defesa Civil na Comunidade. Crianças, jovens e adultos durante duas semanas realizam atividades educativas e lúdicas de preservação e consciência ao meio ambiente, e principalmente como agir em caso de algum evento adverso.
Na área da saúde, o IPE irá distribuir material de Guia Médico, que também estará disponível no site do programa; além disso, será ampliada a linha AVC Leitos no Litoral, atendimento pré-hospitalar e avançado, e entre o Litoral Norte e Sul, mais oito ambulâncias estarão realizando atendimento nas principais estradas do Estado.
No site do Verão numa Boa estará disponível o endereço das Escolas Abertas, que realizam durante o período de veraneio atividades esportivas e educativas em diversas regiões do Estado. A Corag também deve estar presente nas praias a partir de um espaço de leitura disponibilizado junto aos telecentros.
--
Durante quatro meses os serviços do Estado na praia serão ampliados. Além das cadeiras de rodas anfíbias e bicicletas para deficientes visuais, este ano a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders) irá proporcionar também as pessoas cegas ou com pouca visão a possibilidade de praticar surf.
O número de telecentros também será ampliado, para esta temporada 20 praias contam com o serviço de Inclusão Digital oferecido pela Companhia de Processamento de Dados do RS (Procergs) e Assessoria de Inclusão Digital do Gabinete do Governador. Além da ampliação dos Telecentros, centros de descarte de materiais tecnológicos também estarão espalhados pelas praias gaúchas.
--
O www.veraonumaboa.rs.gov.br continua concentrando todas as informações de Governo, como o relatório de balneabilidade das praias. A TVE estará presente na praia com noticiários e programas de entretenimento ao vivo direto do estúdio de Capão da Canoa. O novo selo apresenta cada ação do Governo na promoção da qualidade de vida no verão. O selo também revela diferentes símbolos que contemplam todo o universo do verão e o trabalho do Estado para proporcionar o bem-estar a todos.

-----

ARROIO DO SAL: NOITE VIRA DIA





A partir do anoitecer de hoje, o passeio pela orla marítima e no calçadão da beira-mar central de Arroio do Sal será sob intensa iluminação.
A Prefeitura de Arroio do Sal, através da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura, Pesca e Desenvolvimento, instalou 22 novas luminárias, suportes e lâmpadas de 250w ao longo das dunas, desde as imediações do Residencial Niágara até a ponte do arroio.
As melhorias serão realizadas também no calçadão da Rua Boa Vista com a instalação de outras seis luminárias.
Segundo o secretário Maicon Bauer, para promover a obra o município investiu cerca de R$ 5 mil. O serviço foi executado com os dois caminhões do município com cesto elevatório, oportunizando mais agilidade no término do trabalho.
A Praça do Mar ainda receberá outras 8 luminárias, 30 bancos, 30 equipamentos para ginástica, na academia ao ar livre e uma câmera de videomonitoramento que estará ligada com o posto da Brigada Militar.(Marcos Lewis)

-----

OPERAÇÃO GOLFINHO

A Brigada Militar lança neste sábado, dia 21, a Operação Golfinho 2013/2014, inserida no programa numa Boa, do Governo do Estado. A solenidade acontecerá às 10h30min, em Imbé, na Praça do Daer, na avenida Beira Mar.
A Operação Golfinho é mais tradicional da BM e a maior articulação de segurança de todo o Brasil concentrada na costa marítima de um Estado. Em sua 44ª edição, será realizada até 09 de março, novamente mobilizando efetivo, equipamentos e materiais para atender as demandas geradas pelo aumento da população na região litorânea e em balneários de águas internas, no interior do Estado, no período de veraneio.
--
As ações abrangem 89 balneários, em cidades do Litoral Norte e Litoral Sul, e em
municípios com águas internas, totalizando 489 km de área. O efetivo total da BM será de 2.385 policiais militares, sendo 1.145 para o policiamento ostensivo e 1.240 para atividades de salva-vidas.
Os salva-vidas estarão distribuídos em 333 guaritas: 228 no Litoral Norte, 29 no Litoral Sul e 76 em águas internas. Também serão feitos policiamento rodoviário, ambiental e fazendário, além do uso de aeronaves da Corporação para ações de polícia ostensiva e para auxílio em salvamentos, resgates e buscas.
--
A sede administrativa da Operação Golfinho, coordenada pelo subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Silanus Serenito Mello, localiza-se em Tramandaí, na antiga Colônia de Férias dos Oficiais da BM (rua Ubatuba de Farias, 469).
O Núcleo de Projetos Sociais da Seção de Comunicação Social da BM desenvolverá, ao longo de todo o período e em quase todos os balneários, os programas institucionais Salva-vidas Mirim, que orienta crianças de 7 a 11 anos sobre os cuidados necessários para um banho de mar seguro, entre outros temas; Salva-vidas Master, instruindo os adultos e aproveitando a sua experiência para torná-los multiplicadores de conhecimentos sobre condutas seguras nas águas; e o Patrulheiro Ambiental Mirim, que passa informações para crianças e adolescentes, por meio de atividades lúdicas, para práticas saudáveis com o meio ambiente. Também é realizado o programa Patrulha do Mar, em parceria com o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Ceacria) de Capão da Canoa, destinado a crianças e adolescentes em vulnerabilidade desse município.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

QUINTA, 19 DE DEZEMBRO DE 2013







MEDICINA EM OSÓRIO?

O deputado federal Alceu Moreira, do PMDB, está empenhado na implantação do curso de Medicina em Osório. Tanto que já conversou até com o vice-presidente da República, Michel Temer, nesta semana.

-----

ONDAS DE NATAL

A Prefeitura de Tramandaí está realizando uma programação especial em comemoração ao Natal e que iniciou no dia 7 de dezembro e vai até 4 de janeiro. As apresentações artísticas acontecem na Praça Leonel Pereira no centro da cidade, que está decorada com muitas luzes e motivos natalinos.

Acompanhe a programação:

Sexta-feira- 20 de dezembro
20h - Apresentação da Escola de Dança Baillarium
21h – Show com Caio Martins
22h – Show com Wilson Paim

Sábado- 21 de dezembro
20h – Apresentação Ballet Tânia Peres
20h 30– Teatro com o Grupo Luz e Cena – O Natal da Família Gentil
21h20-  Coral Infantil da Escola Erineo Rapaki
22h – Show com Fernanda Estevão

Domingo – 22 de dezembro
18h – Show Pagode do Schoks
20h – Show Os Trovadores
21h30 – Show Felipe Souel

-----

EXEMPLO PARA TODAS AS PRAIAS

Em Imbé, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Pesca iniciou as apreensões de cavalos e carroças que forem flagradas despejando entulhos e outros resíduos em área urbana, ou qualquer outra área, imprópria para o depósito deste tipo de material.
A apreensão se dará àqueles que não apresentarem documentação no ato da infração, não eximindo o infrator de receber um Auto de Infração, além de remover o material do local indevido e depositá-lo em local apropriado.
A mesma atitude servirá para qualquer pessoa que for flagrada em tal atitude. “Após oito meses de orientações e notificações, agora a regra é para valer”, destaca o fiscal ambiental Renê Duque Wollmann.



quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

QUARTA, 18 DE DEZEMBRO DE 2013







FEIRA DO PRODUTOR
EM ATLÂNTIDA SUL



A tradicional Feira do Produtor, que acontece todos os sábados pela manhã, no Largo dos Estudantes, em Osório, passará a funcionar também às sextas-feiras, na praia de Atlântida Sul. Cerca de 15 expositores comercializarão frutas, hortaliças, leguminosas, verduras, vegetais, pães, queijos, mel e outros produtos. A Feira do Litoral Norte, coordenada pela Emater, também funcionará junto à Feira do Produtor, ampliando a oferta de alimentos.
Na manhã de sexta passada, alguns moradores e veranistas já circulavam pelas tendas dos produtores. Apesar do pequeno movimento, a antecipação da data de abertura da Feira serviu para a preparação dos expositores para o feriado de Natal, quando o movimento deverá aumentar consideravelmente, segundo o Secretário de Agricultura e Pecuária, Marcos Bolzan.
O Prefeito Eduardo Abrahão também esteve visitando os feirantes e destacou que a Feira do Produtor de Atlântida Sul faz parte de um projeto de melhorias para veranistas e moradores.
- A Feira do Produtor beneficia todos os frequentadores de Atlântida Sul, Mariápolis e praias vizinhas. Para os feirantes, é uma oportunidade de aumentar o volume de vendas. Dessa forma, com as melhorias de infraestrutura, a praia estará pronta para receber os veranistas – disse Abrahão.
A Feira do Produtor de Atlântida Sul funcionará das 7h30min às 12h30min, na Praça da Integração (Av. Saquarema), até o dia 4 de março. (Augusto Jr.)

-----

DELEGACIA MÓVEL
DE ASSISTÊNCIA À MULHER

Na segunda passada foi realizada junto ao Centro Administrativo de Arroio do Sal a cerimônia de abertura do projeto estadual de Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM).
O projeto da Polícia Civil Estadual, com uma unidade móvel, inaugura as ações em Arroio do Sal, principalmente no que refere a Lei Maria da Penha, e segue até o final de dezembro, seguindo para as demais praias do litoral gaúcho.
A solenidade oficial teve os pronunciamentos do Prefeito de Arroio do Sal Luciano Pinto da Silva, dos representantes da Polícia Civil, o delegado de Arroio do Sal, Juliano Aguiar de carvalho, do diretor regional, delegado Humberto Guerreiro, da coordenadora estadual das Delegacias de Atendimento à Mulher, Anita Klein, do Assessor Especial de Segurança de Arroio do Sal, Coronel Florêncio Castelhano e da representante do Poder Legislativo local, vereadora Rejane Braga.
A delegacia instalada em um micro-ônibus na praça receberá denúncias e dispõe até de um xadrez para situações críticas.
--
O prefeito de Arroio do Sal e presidente da Associação dos Municípios do Litoral Norte, Luciano Pinto da Silva, cumprimentou pela iniciativa e a escolha do município para abrir o projeto.
“Parabenizo todos os representantes da Polícia Civil pelo belo e necessário trabalho para o Estado e os municípios. Agrademos profundamente por este projeto que aproxima a segurança da nossa comunidade. A iniciativa vem de encontro ao que deseja a população”, pronunciou o prefeito.
Luciano Pinto ainda comemorou que a Delegacia da cidade passa a ter atendimento 24 horas.
O delegado Juliano Aguiar confirmou também para esta segunda-feira a abertura da operação Verão da Polícia Civil no litoral. Ele ressaltou a parceria importante da Prefeitura de Arroio do Sal na instalação do projeto. Juliano reforçou ainda que a iniciativa tem como um dos objetivos conscientizar as mulheres a tomarem as atitudes certas diante da gravidade da violência.
--
O delegado responsável pelo Litoral Norte, Humberto Guerreiro, se disse muito satisfeito com as respostas da Polícia Civil para com a sociedade. “Nossa preocupação é combater estes crimes de violência dentro dos lares e a Polícia Civil está aqui para orientar as mulheres”, destacou.
A coordenadora estadual das delegacias da Mulher, Anita Klein, agradeceu a acolhida da comunidade e confirmou que pela 1ª vez a polícia leva o atendimento especializado direto à mulher. Ela explicou também que o projeto busca a integração dos órgãos governamentais com a comunidade para diminuir as violências domésticas e de gênero.
Anita apresentou na solenidade a delegada de Santa Rosa, Maria Rosane Fontela Nunes, que será a coordenadora do projeto DEAM, durante a estada em Arroio do Sal.A unidade móvel atende no horário das 9h às 19 horas. (Marcos Lewis)


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

TERÇA, 17 DE DEZEMBRO DE 2013





BOA NOTÍCIA - AGORA VAI?

A Comissão do Orçamento do Congresso finalizou no último domingo as indicações de emendas ao Orçamento da União para 2014. As indicações da Bancada Gaúcha somaram R$ 291 milhões para as áreas de saúde, educação, infraestrutura, cultura e turismo.
De acordo com o coordenador da bancada, deputado federal Alceu Moreira (PMDB), o apoio incondicional de todos os deputados e senadores do RS permitiu ampliar em mais de R$ 120 milhões os recursos previstos inicialmente para todas as áreas. "Daqui para frente vamos convocar todos os parlamentares e o governo gaúcho para sensibilizar a União da importância da liberação dos recursos para que as obras possam, de fato, ser executadas”, completou.

--
EMENDA
Rota Avenida do Litoral (Torres/Palmares do Sul) - R$ 18 milhões.

-----

VERÃO: PREPARATIVOS FINAIS

Em Tramandaí, recapeamento da avenida Fernandes Bastos.


Em Imbé, inicia recapeamento da Avenida Beira Mar



Em Torres, Beira-mar estará iluminada para o Reveillon.



segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

SEGUNDA, 16 DE DEZEMBRO DE 2013





SEM COMENTÁRIOS

Do Julius Rigotto

EM ATLÂNTIDA!!
Rua Inambuí.


-----

LEMBRANÇAS DO VERANEIO

Pimentão de Pinhal
Não consigo me lembrar o motivo, mas nos anos 70 gostava muito de ir a Pinhal, a praia oceânica mais próxima de Porto Alegre. O curioso é que não conhecia ninguém que tivesse casa por lá e nem mesmo meus amigos me acompanhavam. Ia sozinho e ficava num hotel chamado Estrela do Mar.
O hotel era muito simples, todo de madeira, os quartos eram limpinhos, mas sem banheiro – apenas uma pia que, nas madrugadas, servia para o xixi. Servia café da manhã, almoço e jantar, incluídos na diária. TV só assistia durante as refeições. Num desses finais de semana soube, estarrecido, que um dos meus maiores ídolos, Erico Verissimo, tinha falecido. Era 1975.
Levava livros e as revistas da semana e os jornais alternativos. Numa época ia com telas, tintas e pinceis para “descarregar a criatividade”. No meio da madrugada a luz era desligada. Gostava dali. Poderia ir a Cidreira, bem maior e com muitos barzinhos. Não, ficava por lá mesmo.
Por duas vezes, um primo, como se fosse um irmão, José Antônio, foi comigo. Na primeira vez, no sábado, tinha um baile no clube. Fomos e tomamos todas. Quando a coisa estava animada e nós prontos para começar a dançar, apagaram a luz da cidade. Um breu. Só nos restava voltar ao hotel e dormir.
Acordei na madrugada com uma das maiores dores de barriga da minha vida. Não é vergonha nenhuma dizer que chorava e a cada “retorcida” na região da barriga, eu segurava um grito. O que fazer? Fiquei até clarear naquele sofrimento. Às vezes, eu falava “ai, Zé!!” e ele me pedia, rindo: “Para de dizer isso, o que vão pensar as pessoas nos outros quartos?”.
Eu não conseguia rir.
Na outra vez, o Zé Antônio levou uma namorada. Eu já estava lá quando eles chegaram no domingo, cedo. Tomamos o café e fomos para a praia. Um dia de cinema – sem vento e sem nuvens. A água estranhamente estava azulada. Ficamos naquela vida, sem guarda-sol, tomando cerveja. Nos revezávamos para buscar a gelada no hotel.
Lá pelas 4 da tarde, quando deu fome, fomos tomar banho para procurar alguma coisa para comer. É bom sempre lembrar que naquele tempo não existia protetor solar. Só os bronzeadores. Pois bem, eu não estava vermelho. Era um roxão só, dos pés ao rosto.
Como estava atrolhado de cerveja não senti nada.
Pegamos o ônibus e quando desci na esquina de casa – avenida João Pessoa com Venâncio Aires – as pessoas paravam para me olhar. De boca aberta.
Baixei a cabeça e fui célere para casa, onde me exilei por dez dias.
Dica: banhado em álcool. É a única coisa que resolve.

(José Luiz Prévidi)

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

SEXTA, 6 DE DEZEMBRO DE 2013





UMA BOA!!

Neste sábado, dia 7, às 20 horas, tem Orquestra Unisinos Anchieta, na Praça da Emancipação, no centro de Arroio do Sal.


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

QUARTA, 4 DE DEZEMBRO DE 2013






ESPECIAL

UMA PESQUISA INÉDITA

A Pesquisa de Perfil da Demanda e Nível de Satisfação do Usuário do Litoral Gaúcho foi apresentada no final de novembro pela Secretaria Estadual do Turismo, que realizou o estudo com a Faculdade Estácio (Fargs). Cerca de 3 mil pessoas foram entrevistadas de 2 de janeiro a 28 de fevereiro de 2013 em Torres, Tramandaí, Capão da Canoa e Balneário Pinhal no Litoral Norte e Cassino, Laranjal, São Lourenço e Hermenegildo na Costa Doce, litoral sul do RS, aproveitando a estrutura do programa Verão Numa Boa 2012/2013, organizado pela Setur-RS em apoio aos municípios litorâneos.

Uma das novidades está no tipo de visitante: 51% deles identificaram-se como turistas e 49% como veranistas, ou seja, pessoas que retornam periodicamente ao destino, revertendo uma percepção histórica de um litoral ocupado majoritariamente por pessoas que lá têm residencia ou o hábito de lá alugar imóveis. Isso demonstra que políticas de fomento ao turismo estão surtindo efeito. Nesse sentido, outro dado que chama atenção é a manutenção de um bom índice de estrangeiros: 12% (7% de uruguaios e 5% de argentinos), mesmo com um câmbio bastante desfavorável a estes dois países na comparação com a moeda brasileira. (7,92% dos visitantes vêm de outros estados brasileiros).

Para a secretária da Setur-RS, Abgail Pereira, o estudo é o começo de uma estruturação mais efetiva da atividade turística no litoral, que servirá de base para planejamento destes destinos na busca de de maior competividade. “Até as ressalvas dos turistas reforçam a solução de necessidades nas quais já vínhamos trabalhando junto a outras esferas municipais e estaduais. O próximo passo é trabalharmos no detalhamento junto aos municípios, o que começa já no mês de dezembro”, ressaltou. A realização desta pesquisa dá sequência à política pública da Setur/RS de induzir o desenvolvimento da atividade turística no Estado a partir de demandas estabelecidas pelo próprio conjunto dos agentes do setor no Plano de Marketing do Turismo.

Em termos de metodologia, foram identificadas, em termos quantitativos e qualitativos, as principais características do perfil do visitante, assim como seus principais hábitos ou comportamentos de viagem. Também foi aferido como estes visitantes avaliam a infraestrutura de apoio ao turismo, os seus principais atrativos e a satisfação com os serviços e equipamentos turísticos. A coleta foi realizada por funcionários da Setur-RS nos Centros de Atenção ao Turista (CATs) dos municípios relacionados anteriormente.

DADOS
A época de maior visitação apontada pelos pesquisados é o final de ano, com 54%. Os motivos de viagem são principalmente lazer e férias, com 87%. Os atrativos naturais e culturais (29%) e a indicação de amigos/parentes (24%) foram os fatores mais determinantes para a escolha do destino entre os entrevistados. A qualidade do acesso e distância do domicílio foram determinantes para 22% dos visitantes. Quanto ao tempo de permanência, o intervalo de 4 a 7 dias atinge 31%, de 8 a 11 dias 23%. Chama atenção, também, o alto percentual de visitantes que ficam mais de quinze dias no destino, 18%. Para 50% os gastos com a visitação estão entre R$ 100,00 e R$ 800,00, para 25% entre R$ 800,10 e R$ 1500,00 e para 15% o gasto fica entre R$ 1510,10 e R$ 2000,00.
Outra das revelações da pesquisa está relacionada à idade dos visitantes: 50% têm mais de 37 anos e chama atenção também a preponderância de homens: 56% contra 43% de mulheres (1% preferiu não se identificar). 62% dos entrevistados se declararam casados ou em união estável-namoro. Cerca de 68% habitualmente viajam com a família, 15% com amigos e 9% com o cônjuge ou companheiro-a. Ao serem questionados sobre o grau de instrução, observou-se que Ensino Médio e Ensino Superior Completo respondem por mais de 2/3 das pessoas, com 37% e 30% respectivamente, outros 15% ainda estão em estudos universitários e 9% são pós-graduados. A renda mensal familiar aponta que 32% dos entrevistados percebe entre R$ 2.000,10 e R$ 3.800,00, e 26% entre R$ 3.800,10 e R$ 5.600,00.
“Trabalharemos pontualmente descobertas bastante sensíveis. Por exemplo: 53% dos turistas argentinos que vêm ao litoral gaúcho vivem em Córdoba, então faz mais sentido fazer ações lá, algo que já identificávamos anteriormente, do que em Buenos Aires, que seria a escolha óbvia. Também precisamos atentar para o fato de que 89% se locomovem em automóveis particulares. Por outro lado, 94% afirmaram que voltariam ao destino; 70% estão satisfeitos com a sinalização turística, água e saneamento; 73% aprovam a conservação dos atrativos, acessos e vias. Também esses números servirão de parâmetro para a avaliação de desempenhos futuros”, conclui Abgail Pereira.
--
PRINCIPAIS TÓPICOS

Tramandaí 
83% dos entrevistados são veranistas*;
51% são casados;
64% costumam viajar em família;
84% apontam Lazer/ Férias como motivo da viagem;
41% possuem no mínimo um acompanhante com menos de 11 anos;
86% utilizam automóvel particular para chegar a Tramandaí;
36% ficam hospedados em pousadas;
93% voltariam a Tramandaí;
O que mais gostam em Tramandaí: praia, o calçadão, os bares a beira mar e as compras;
O que não gostam no destino: A limpeza da cidade, a segurança, os transportes e os preço dos bares e restaurantes;
O que motivaria o retorno no inverno: Descanso, os eventos e as atividades fora de temporada, a pesca e, principalmente, a Festa Nacional do Peixe.
--
Balneário Pinhal 
84% dos entrevistados são veranistas;
57% possuem Ensino Médio Completo;
77% costumam viajar em família;
94% apontam Lazer/ Férias como motivo da viagem;
37% tem 5 acompanhantes na viagem;
80% utilizam automóvel particular para chegar a Balneário Pinhal;
33% ficam hospedados em imóveis próprios;
93% escolheram Balneário Pinhal pela indicação de amigos e família;
98% voltariam a Balneário Pinhal
O que mais gostam em Balneário Pinhal: praia, shows, e atividades do SESC e SESI na beira da praia;
O que não gostam no destino: falta coleta de lixo, limpeza da praia, presença de muitos cachorros na beira da praia, falta de água e energia em alguns momentos, falta de bares na orla e poucos shows e eventos.
O que motivaria o retorno no inverno: possibilidade de descanso, o sossego e a tranquilidade que o destino proporciona.
--
Capão da Canoa 
71% dos entrevistados são veranistas*;
50% são casados;
42% possuem Ensino Médio Completo;
66% costumam viajar em família;
90% apontam Lazer/ Férias como motivo da viagem;
90% utilizam automóvel particular para chegar a Capão da Canoa;
93% voltariam a Capão da Canoa;
O que mais gostam em Capão da Canoa: praia, calçadão, caminhar, centro, comércio e “barzinhos”.
O que não gostam no destino: Limpeza da cidade e da praia, alagamentos quando chove, falta de estacionamento, poucas opções noturnas (principalmente após a meia noite) e poucas atividades de entretenimento
O que motivaria o retorno no inverno: Tranquilidade, gastronomia, cuidar do imóvel, preços justos e eventos.


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

TERÇA, 3 DE DEZEMBRO DE 2013








NATAL DOS SONHOS




Foi aberta oficialmente no domingo, dia 1º, a 2° edição do Natal dos Sonhos de Torres. O evento foi realizado no Largo da Lagoa do Violão. Crianças e adultos foram encantados pela presença do Papai e Mamãe Noel que chegaram no local cercados por seus ajudantes. A animação do espetáculo chegou ao ápice com a distribuição de bolas para as crianças.
A abertura foi iniciada pelas apresentações artísticas das escolas do município com temáticas natalinas. Logo em seguida, foi a vez das senhoras do grupo de Harpas e Violões de Lajeado emocionarem o público com uma reflexão musical do espírito do Natal.
--
A noite foi embalada com o som da Banda Rolle, Banda Madame Batuque, Banda Brother Trio e da Banda WE3+.
--
O Natal dos Sonhos é uma realização do Sindilojas, Núcleo dos Comerciantes da José Bonifácio, Barão do Rio Branco e Praça XV de Novembro, com o apoio da Prefeitura Municipal de Torres, do SESC, das escolas, CDL e Presídio Feminino de Torres. A programação “Natal dos Sonhos” se estende até 6 de janeiro com diversas atividades em diferentes locais.

-----

OBSERVATÓRIO
DO MORRO DA BORÚSSIA

Após quatro meses de intensas atividades que incluíram saraus, oficinas e pesquisas, será lançada no próximo dia 14 o site do projeto cultural “Observatório do Morro da Borússia: sensibilidade e lugar”. O evento de confraternização acontece, às 17 horas, na Casa de Cultura Érico Veríssimo, em Capão da Canoa (avenida Flávio Boianovski, 789).
Na mesma data será realizada, entre 10 e 17 horas (com intervalo para almoço) uma Oficina de Informática com a professora Débora Dutra, responsável pelo projeto e design do site. A ministrante falará sobre princípios, programação e usos de ferramentas de compartilhamento de índices culturais como o observatório, entre outras possibilidades. A oficina tem entrada franca e é dirigida a produtores e agentes culturais, pesquisadores, agentes comunitários, estudantes e interessados em criar plataformas na internet.
Logo após a realização da oficina será apresentado ao público o conteúdo do site, seguida de uma confraternização com os presentes.
--
O site é resultado de um trabalho em equipe coordenado pela artista e professora Maria Helena Bernardes, presidente da Associação Arena de Arte e Cultura.
O internauta encontrará no Observatório informações, textos, ensaios e imagens sobre o litoral norte gaúcho, sua conformação histórica, geográfica, cultural e artística, história de seu povoamento, peculiaridades, hábitos, costumes e festividades, bem como referências historiográficas e bibliográficas.
O projeto
O “Observatório do Morro da Borússia: Sensibilidade e Lugar” contempla as sensibilidades (expressões culturais, tradições religiosas e festividades, entre outras formas de sociabilidade) que caracterizam as comunidades do Litoral Norte do estado, especialmente, aquelas situadas entre as encostas da Serra do Mar e o Oceano Atlântico.
O projeto é uma parceria entre a Associação Arena de Arte e Cultura e a Cida Cultural, com o financiamento do Pró-Cultura RS - Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e apoio do Corede Litoral Norte, Unisc – Capão da Canoa, Prefeituras de Osório e Capão da Canoa e Associação de Estudos Culturais-Osório/RS (AEC).
Curta a página do projeto no Facebook: https://www.facebook.com/observatorioborussia
Mais informações: www.observatorioborussia.org.br ou pelo telefone (51) 8186-0571.

-----

RECUPERAÇÃO DE GUARITAS

A Prefeitura de Xangri-Lá iniciou o conserto das guaritas usadas pelos salva vidas. O trabalho é feito por uma empresa que usa o espaço para publicidade.
A recuperação começou na divisa com Capão da Canoa e seguirá até Rainha do Mar. Tudo pronto antes do início do veraneio.
Xangri-Lá tem 25 guaritas, divididos nos seus mais de 10 km de extensão de praia.



segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

SEGUNDA, 2 DE DEZEMBR0 DE 2013








FIM DE SEMANA LEGAL

Em Cidreira Beach.
O Marcus Vinícius Sfoggia mandou as fotos e explicou:
E a besta do tempo disse que sábado seria fechado e com pancadas no litoral, hahaha...pancada só ele e quem dá ouvidos para esta mala.



-----

IMBÉ EM OBRAS

A obra de revitalização da Avenida Beira Mar em Imbé  segue em ritmo intenso. O investimento da Prefeitura é de R$ 1.656.905,50
De acordo com o prefeito Pierre Emerim, as obras serão tocadas a todo vapor até o dia 20 de dezembro, quando será interrompida em função da temporada de veraneio, sendo retomadas no dia 10 de março. O prazo para conclusão é de quatro meses. O projeto foi desenvolvido pela equipe da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, Habitação e Regularização Fundiária.
Conforme o arquiteto da SEPLAN, José Vilmar Pereira de Fraga, a revitalização está dividida em três fases. Atualmente está sendo trabalhada a Fase A, que é dividida em três etapas e compreende o trecho entre as avenidas Santa Rosa e Garibaldi. A primeira etapa já iniciou e está em fase avançada. Já estão quase concluídas a calçada do lado oeste da Avenida (oposto ao calçadão), e o canteiro central com a ciclovia. Depois de concluídos estes trabalhos, será feito o recapeamento asfáltico das duas pistas do trecho da Avenida.
“Esta obra cria um transtorno de movimentação de terra, de buracos no asfalto, pois também coincidiu com a instalação dos dutos de esgoto cloacal na Avenida, por parte da Corsan. A obra se torna um pouco complicada neste primeiro momento, mas no dia 20 de dezembro será dado um acabamento, com limpeza geral e o veraneio transcorrerá de forma tranqüila”, lembra José Vilmar.
Novas etapas
A segunda etapa será de reconstrução do Quiosque da Saúde e dos Bombeiros que, conforme o arquiteto, será tocada mesmo durante o veraneio, com o devido isolamento da área da obra. Este local será transformado num pequeno centro de atendimento aos freqüentadores da praia e fica em frente a guarita de salva-vidas número 133. O posto de salva vidas também ficará neste local.
Já a terceira etapa será a reforma total do Calçadão, com a construção de rampas de acessos aos deficientes para a faixa de praia, recuperação do muro de arrimo (muro que protege o Calçadão da areia) e construção de bancos de concreto. Esta fase ainda terá a sinalização tátil e direcional, atendendo as normas de acessibilidade. Ainda, em frente a cada quiosque, haverá escadas de madeira para acesso a faixa de praia.


-----

ROTATÓRIA EM CAPÃO DA CANOA

A instalação de uma rotatória tem baixos custos, e é de fácil manutenção. Pensando nisso a Prefeitura de Capão da Canoa através do Departamento de Trânsito, implantou  uma rotatória na avenida Paraguassú com a Ubirajara. Estas duas vias possuem movimento intenso por fazer ligação com Xangri-Lá e a RS 407 até a beira mar. Neste local, vários acidentes aconteceram pelo grande fluxo de veículos.
A implantação de rotatórias tem se mostrado uma solução eficiente para organizar o fluxo de veículos em municípios de pequeno e médio porte. Isso porque o dispositivo viário resulta em redução expressiva do número de acidentes de trânsito e consequentemente a diminuição de gastos públicos.
A modificação se deve também pela proximidade da alta temporada, onde o movimento de veículos aumenta significativamente. Vale salientar que os veranistas e visitantes devem redobrar os cuidados neste ponto em função das alterações que ocorreram.



sexta-feira, 22 de novembro de 2013

SEXTA, 22 DE NOVEMBRO DE 2013

OS PIORES
MOTORISTAS DO MUNDO
(te espero lá, na segunda!!)


Estou na semana de pré-lançamento do meu décimo livro.
Muito nervoso.
Aí está mais um dos textos do 10 ANOS ÀS GANHAS - UMA DÉCADA DO PREVIDI.COM.BR.
Lembro que será lançado na SEGUNDA, DIA 25, NO TAPA'S BAR (Rua da República, 30 - quase na avenida João Pessoa), A PARTIR DAS 19 HORAS. Estou aguardando todos.
Se não comprar o livro, tudo bem. Vai lá para tomar uma cerveja ou um refri.
Certo?
--
Eu não tenho dúvidas.
Esta raça está em Porto Alegre.
Concentraram-se todos na “capital dos gaúchos”. Todos.
Mudam-se para cá. Combinam entre eles, como numa maçonaria.
Vocês, paulistas, cariocas e os que vivem em outras grandes cidades devem se orgulhar de viver num lugar onde o trânsito é caótico, mas, ao mesmo tempo, flui. Por incrível que pareça, aqui em Porto Alegre o trânsito não é caótico e não flui!! Já imaginou que maravilha, que paraíso?
--
Vou dar um exemplo e contar como é o “espírito” do motorista que é padrão nas ruas de Porto Alegre.
Quando o sinal está verde, ele reduz a velocidade para ver se fecha. Não importa a fila de carros atrás. Ele vai diminuindo até que aparece o amarelo e ele dá uma freada repentina. Que se dane quem está no rabo dele (ui!!).
Bom, aí o motorista de Porto Alegre coloca o câmbio em ponto morto. E fica ali, cantarolando, olhando pro lado, distraído. Aí o sinal abre e o sujeito não se dá conta. Alguém buzina, ele olha pelo retrovisor e faz um sinal com a mão.
Pois bem, coloca o pé na embreagem, confere que está mesmo em ponto morto, dando aquela chacoalhada no câmbio e coloca em primeira. Vai arrancando bem devagar, não sem antes olhar para os dois lados, e os
caras atrás ficam desesperados, e as buzinas comem soltas. O sinal, claro, está quase amarelo de novo.
Uma grande parte dos motoristas de Porto Alegre não passa de 30 quilômetros por hora. Quando estão com pressa chegam a 40 – e a mulher ao lado fica desesperada: “Paizinho, tu tá correndo muito!!”. Vão nessa velocidade, em qualquer avenida, com o cotovelo na porta, pra refrescar o sovaco. De preferência sempre andam pela pista da esquerda. Como se só eles estivessem na rua.
--
Na friuei a velocidade na pista da esquerda é de 110 quilômetros por hora. Mas o motorista porto-alegrense, ousado, vai a 60 – claro, pela pista da esquerda.
O caso da avenida Ipiranga é emblemático.
Poderia fluir muito bem. Não sei se dou azar, mas sempre, na minha frente, tem três carros, um em cada pista, a 40 por hora. Um horror! Por isso só trafego pela Ipiranga por necessidade; prefiro a Bento Gonçalves, mesmo sendo mais estreita.
Outra coisa: o motorista da “capital dos gaúchos” A-D-O-R-A conferir uma obra. O carro chega a apagar o motor, de tão devagar, para o imbecil ver a “profundidade do buraco”. E depois comenta com a mulher: “Que baita obra!!”.
E acidente?
Tem uns que chegam a parar para ver se tem conhecido. E quando o infeliz está esticado no chão, tapado com um pano? Bom aí, ele só não para como vai fazer uma prece pela alma do desgraçado.
Na friuei eles conseguem promover engarrafamentos de quilômetros em função de uma batidinha de dois carros. E a mulher ao lado, chupando chimarrão: “Viu, Valmir, não pode correr!! Cruzcredo!!”.
Olha, se eu tivesse que dirigir sempre – toc, toc, toc – teria um Dia de Fúria a cada 24 horas. (11/10/2011, revisado)


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

QUINTA, 21 DE NOVEMBRO DE 2013






EU JAMAIS TENHO PRESSA

Aí está um dos textos do 10 ANOS ÀS GANHAS - UMA DÉCADA DO PREVIDI.COM.BR.
Lembro que será lançado na SEGUNDA, DIA 25, NO TAPA'S BAR (Rua da República, 30 - quase na avenida João Pessoa), A PARTIR DAS 19 HORAS. Estou aguardando todos.
Se não comprar o livro, tudo bem. Vai lá para tomar uma cerveja ou um refri.
Certo?
--
Tenho a impressão de que isso é hereditário.
Meu pai era tranquilão, sempre na dele. Criança, olhava pra ele, mais de um metro e oitenta, e parecia que andava em câmera lenta. Até quando corria numa pelada na praia. Em compensação trabalhava pra burro, daque-les que levava serviço para casa no final de semana. Minha mãe, ao contrário, era pura agitação. Sempre a milhão. Eram completamente opostos – e talvez por isso tenham se dado sempre bem.
Herdei esta aparente calma do meu pai.
Não me lembro de caminhar rápido, mesmo na adolescência. Até há pouco caminhava muito, por toda a cidade, mas sempre no mesmo passo. Me chamavam até de dromedário. Jamais tentei furar fila em supermercados, bancos, cinemas, nada disso. Quando tenho um compromisso com hora marcada, sempre – sempre mesmo – chego adiantado. Se eventualmente me atraso, me sinto mal. Afinal, é um desrespeito.
A desculpa dessas pessoas que estão sempre apressadinhas é “a agitação do mundo moderno”.
Escuto há décadas essa bobagem. Este mesmo tipo é aquele que diz assim: “A mulher moderna, neste mundo agitado, está sempre apressada”. Isso chega a me doer no ouvido. Mulher moderna? Mundo agitado? Apres-sada?
Por favor!
Experimente fazer, pelo menos por uma semana, as coisas com calma.
Tem que sair de casa às 8 da manhã?
Acorda 20 minutos antes da hora rotineira, dá uma olhada na janela, escuta rádio, come uma fruta; dá uma conferida nos e-mails, por aí.
Está num bairro e tem hora com alguém no Centro? Sai 40 minutos, uma hora antes e vai a pé, conferindo os prédios pelo caminho, olhando para as pessoas – se for o caso, dá uma olhada para trás para conferir a retaguarda –, compra um picolé, é isso. Certamente, a gente chega antes no local e sem estar suado.
“Não tenho tempo para nada!!!” é uma frase muito comum.
Bobagem.
De manhã, na hora em que estiver na janela ou na sacada, que é o meu caso, faz o roteiro do dia. Se é meio esquecido, coloca os compromissos num bloquinho. Simples. E não foge daquilo. Claro, às vezes aparece uma chance e, aí sim, faz de tudo para não perder. Na real, tudo se ajeita.
Olha, tem gente que é apressadinho até mesmo quando vai ao cinema ou a um estádio de futebol.
Pra quê?
Calma que o mundo é nosso!!
Não gosto de dar palpites na vida das pessoas, mas falo de cadeira.
Todo santo dia bato o escanteio e vou na área cabecear.
Evidente que tem dias que deixo de fazer alguma coisa. No stress.
Conserto no dia seguinte.
É isso.
Calma, muita calma! (22/5/2012, revisado)

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

QUARTA, 20 DE NOVEMBRO DE 2013






ESSA É 10!!

Do designer Rick Jardim.
No Facebook:
O José Luiz Prévidi postou uma foto em seu blog de uma praia do sul do país (Oeisis) e o Severino Xavier Brauna postou outra de sua região, nordeste. Eu juntei as duas e deu uma bela praia, a Oasis Nordeste...rssssss!!!
--
As originais:


--
A montagem, Oeisis Nordeste!



-----

CARLINHOS DE JESUS

Tramandaí recebe Carlinhos de Jesus, nesta quinta, no Ginásio Municipal de Esportes, no centro da cidade. O professor de dança e coreógrafo fará uma palestra show onde tratará da Superação, Desafio, Coragem, dedicação, Parceria e Esforço Pessoal (empreendedorismo e excelência em serviços) para o sucesso na vida pessoal e profissional.Fará uma analogia de sua arte e vida com os objetivos do encontro, contando também com uma performance de Carlinhos de Jesus e parceria, apresentando ritmos como o boleto, fox e samba de gafieira.
A palestra show inicia às 20h30min e os ingressos antecipados estão a venda em Tramandaí na Todeschini, Agafarma, Alcenir Milanezi, CDL e Escola Baillarium.
A realização do evento é da Agência Litoral de Desenvolvimento, Escola Baillarium e Escola de Dança Rafael Stenzel, com o apoio da Prefeitura de Tramandaí.

-----

JORGE ARAGÃO EM OSÓRIO

Dentro da programação da Semana da Consciência Negra e Inauguração do Centro Cultural José do Patrocínio, acontece no Parque de Rodeios Jorge Dariva no próximo sábado, dia 23, uma atividade especial, com shows musicais.
Às 19 horas acontece abertura com artistas locais, seguido de show com Mestre Paraqueda e Banda; Tribo Maçambiqueira; Papo de Samba e às 22 horas show com Jorge Aragão.
Os ingressos, dez reais, podem ser adquiridos antecipadamente na Secretaria da Cultura, no Museo Férreo e na Cia da Música. No dia do evento, os ingressos podem ser adquiridos no Parque de Rodeios a partir das 20 horas.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

SEGUNDA, 18 DE NOVEMBRO DE 2013







DIÁRIO DOS PARAÍSOS

O feriadão em Oeisis International.



O domingo em Oeisis e em Nova Tramandai










--

Imbe do jornalista Clovis Heberle

Para as redes de tevê, só há uma praia desfrutável no Brasil: a do Rio, entre o Leme e o Leblon, se possível com  calor de 40 graus. Muitos gaúchos têm um estranho fascínio pelo Litoral catarinense, nem que para chegar lá tenham que encarar dez, doze horas de estrada. Tem também aqueles que não abrem mão do "chimarrãozinho" no brique da Redenção, domingo após domingo. 
Mas, para a maioria da gauchada, desfrutar de um feriadão nas praias daqui mesmo é uma enorme felicidade. A praia, de vez em quando, também é desfrutável, mas sair da rotina, encontrar amigos e parentes, fazer um churrasco, comer um peixe junto do mar, caminhar ou correr ou andar de bike respirando ar puro e oxigenado, que maravilha.
As fotos são do Imbé, em obras para receber os veranistas.



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

QUINTA, 14 DE NOVEMBRO DE 2013






COMEÇARAM AS TRAGÉDIAS

No domingo passado, dois sujeitos desapareceram na barra do Rio Tramandaí.
Os corpos foram encontrados ontem em Quintão.
--
Não tem jeito. Não adiantam as campanhas educativas. Muita gente acha que pode enfrentar o mar, sem o menor respeito.
O mesmo fenômeno acontece com os acidentes de trânsito. Não tem campanha que, ao menos, amenize.
-----

FERIADÃO?!

Augusto Leitão escreveu nesta quarta:

Pois dei uma circulada pelo centro de Tramandaí agora à tarde, conversando com um e outro, principalmente escutando... e fiquei impressionado com os relatos de que o feriadão já começou...
Segundo a maioria, a friuei, como diz o Prévidi, já apresentava movimento de feriado na metade desta tarde, com intenso tráfego de veículos em direção às nossas praias e, evidentemente, ao vizinho Estado de Santa.
O que um comportamento desses estabelece é a realidade de que o verão e suas atitudes já está sendo incorporado ao cotidiano das pessoas.
Um novo perfil nas atividades econômicas do País, o conhecido empreendedor individual, vem alterando as relações empregado/empregador, e penso eu, seja exatamente esse profissional,cotidianamente ligado à internet, o beneficiário dessa mobilidade empresarial, levar seu escritório e andamento de negócios para onde estiverem novas oportunidades.
Bastando-lhe, assim, algumas horas por dia, em meio ao lazer, para atualizar seus ganhos em projetos, haja vista que seus clientes participam desse movimento migratório ao litoral ou serra.
Estou enganado?

-----

PREPARAÇÃO PARA O VERÃO

Pelos sites das Prefeituras é impressionante o trabalho de preparação das praias para receber veranistas a partir de dezembro. Todas, rigorosamente todas as prefeituras estão empenhadas em tapar buracos, realizar capinas, fazer obras emergenciais.
Vamos aguardar para ver se não vamos assistir as tradicionais broncas como em todo o início de veraneio.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

QUARTA, 13 DE NOVEMBRO DE 2013








CAPÃO ULTRAPASSA TRAMANDAÍ!

Dados do IBGE.

Confira o número de habitantes:

Capão da Canoa: 45.744
Tramandaí: 45.079
Osório: 43.256
Santo Antônio da Patrulha: 41.579
Torres: 36.595
Imbé: 19.338
Cidreira: 13.844
Xangri-Lá: 13.689
Balneário Pinhal: 11.895
Arroio do Sal: 8.488

-----

ENCONTRO DE MOTORHOMES

Iniciou no último domingo, no Parque de Rodeio Jorge Dariva, o Encontro de Intercâmbio dos Clubes de Motorhomes Brasileiros e do Conesul - Argentina e Uruguai. Essa é uma iniciativa do Rancho Móver/RS, com o objetivo de divulgar a cultura de quem leva uma vida diferenciada sobre quatro rodas e mostrar a potencialidade das empresas que comercializam esses veículos.
O Público pode visitar e conhecer os motorhomes indo até o Parque de Rodeios até domingo, dia 17, tendo entrada gratuita. (Eliana Izaias)

Carpegiani, Abrahão e Roberto Sosinki - presidente do Rancho Móvel/RS
-----

DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Para comemorar o Dia da Consciência Negra, a Secretaria de Educação e Cultura de Arroio do Sal, através do Departamento de Cultura, realiza uma série de atividades, no próximo dia 20, durante todo o dia e no início da noite
A programação prevê oficinas temáticas de artes e de música, além de Sarau Poético, roda de capoeira e Cinema. As oficinas, no total de 8 oferecidas pela Prefeitura no Centro Municipal de Cultura , serão direcionadas para as oito escolas municipais e estaduais, na manhã e tarde, e também para a comunidade em geral no período da noite.
--
O Centro de Cultura fica localizado na Rua Alegrete, 1049.
Veja a programação completa do Dia da Consciência Negra:

Dia 20/11 - Centro de Cultura
MANHA
9h - Oficina de Musica Desenhada
10h - Oficina de Brinquedos
10h - Brincadeiras de Roda
Degustação Doce Africano
TARDE
14h - Oficina de Musica Desenhada
14h30 - Hora do Conto
15h - Oficina de Brinquedos
15h30 - Oficina de Mascaras Africanas
16h - Hora do Conto
Degustação Doce Africano
NOITE
19h30 - Sarau Poético
19h30 - Oficina de mascaras Africanas
20h - Roda de Capoeira
20h30 - Cinema
Degustação Doce Africano (Marcos Lewis)


terça-feira, 12 de novembro de 2013

TERÇA, 12 DE NOVEMBRO DE 2013







CUIDADO COM O VENTÃO!!

Todos os sites de "previsão de tempo" alertam para a ventania em todo o Litoral Norte, em função de um ciclone extratropical.
O Climatempo previu ontem:
A intensificação de um sistema de baixa pressão atmosférica entre o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai e as nuvens muito carregadas que crescem sobre o Sul do Brasil provocam fortes rajadas de ventos sobre a Região. Uma frente fria e um ciclone extratropical estão se formando. As rajadas de vento começaram no fim de semana e continuam nesta segunda-feira podendo passar um pouco dos 100 km/h. Ainda há risco de vendavais até a tarde desta terça-feira. A baixa pressão se afasta do Sul até a noite de terça-feira.
--
A Estação Meteorológica da RBS:
Litoral: Ventos fortes. Chuva alternada com períodos de sol entre nuvens. Temperatura entre 16°C e 20°C em Torres. Mar bastante agitado pelo ciclone extratropical. Em alto-mar, as ondas variam entre 2,5m de 3m de altura. O mar também cresce nas praias, especialmente em Xangri-lá.

-----

O MAR E A CAVALGADA

Escreve o Jorge Loeffler - www.praiadexangrila.com.br:



Quando algum desavisado vem pela primeira vez ao litoral e sobe numa duna para ver o mar imagina que ali não há vida. Aquele espaço entre a água e a duna parece um verdadeiro deserto, mas não é. Ali há muita vida boa parte da qual os olhos não vêem. Vemos aqueles pequenos roedores que fazem suas tocas nas dunas, os chamado tuco-tuco. Entre as dunas e o mar há igualmente muita vida, pois temos o maçambique, o marisco, a tatuíra e a minhoca do mar.
Durante o veraneio nalgumas centenas de "gaúchos" efetuam a tal Cavalgada do Mar, algo sem o menor sentido que a vontade de exibirem-se.
Quando a tal cavalgada passa o veranista  se posta nas dunas e aplaude, aplaude por tolo. O pior vem logo após a passagem da cavalgada que é quando o veranista leva seus filhos para pisotearem a bosta do eqüinos assim com a areia lavada de urina. A fauna que vive sob a areia, esta é ignorada e por essa razão bato forte na rede bunda suja que é a maior incentivadora disto vez que lhe rende muito dinheiro.
Até a perda de um de meus filhos, o Guilherme que foi sepultado no dia em que completaria seus 19 anos fui pescador de beira de praia, depois obviamente abandonei tal costume.
Hoje vivendo em Xangri-Lá raras são as vezes em que vou até a beira mar.
Se dependesse de minha vontade essa cavalgada seria extinta, pois não trás benefício algum à natureza.